Desde 1841, depois da morte de Gabriel Deshayes, o Instituto dos Irmãos da Instrução Cristã de São Gabriel tem seu Coordenador Geral. Conheça quem foram eles, um pouco de suas vidas, e o que eles fizeram por nosso instituto.

Rev. Irmão Augustin

(1842 - 1852)

 

Primeiro Superior Geral dos Irmãos. Continuou o trabalho de Gabriel Deshayes, seu pai espiritual. Organizou o Instituto, dando-lhe a sua Casa Mãe e preparando-o para receber o reconhecimento legal em toda a França.

Rev. Irmão Simon

(1852 - 1862)

 

Homem de grande piedade, seu legado espiritual deixado aos Irmãos. Iniciou um grande número de escolas (mais de 50 em 10 anos; ao total 108 em 1862) e criou a Província do Sul da França.

Rev. Irmão Eugène-Marie

(1862 - 1883)

 

Ousado e criativo ele incentivou os Irmãos a cursarem o Ensino Superior. Extendeu o Instituto até o centro da França, escreveu importantes circulares e preparou as primeiras Constituições de 1874.

Rev. Irmão Sébastien

(1922 - 1935)

 

Este rigoroso administrador, que havia sido ecônomo por 21 anos, incentivou a formação acadêmica dos Irmãos, a expansão missionária e organizou a segunda casa de noviciado.

Rev. Irmão Martial

(1898 - 1922)

 

Enfrenta com determinação as provações da secularização de 1903 e da Primeira Guerra Mundial. Lançou a Congregação em uma dúzia de países da Europa, África e Ásia. Fez aprovar as Constituições pela Santa Sé.

Rev. Irmão Hubert

(1883 - 1898)

 

Teve que enfrentar muitas dificuldades devido às novas leis educacionais da época. Em 1888, ano da Beatificação de São Luís, enviou o primeiro grupo de Irmãos para o Canadá, e dez anos depois, para o Egito.

Rev. Irmão Jean Friant

(1988 - 2000)

 

Ajudou a redescobrir a herança de Montfort e de Gabriel Deshayes, intensificando a cooperação na Família Monfortina, incentivando a parceria com os leigos, promoveu a internacionalidade entre os Irmãos e despertou uma nova expansão da Congregação.

Rev. Irmão Jean Bulteau

(1976 – 1988)

 

Recebeu a nova Regra de Vida aprovada e acendeu nos Irmão o desejo de vivê-la. Promoveu um maior conhecimento e solidariedade entre as províncias.

Rev. Irmão Romain Landry

(1965 - 1976)

 

Primeiro superior não europeu. Conduz a renovação promovida pelo Concílio Vaticano II. Favorece a colaboração dentro da Família Monfortina e participa ativamente no desenvolvimento das províncias asiáticas.

Rev. Irmão Gabriel-Marie

(1953 - 1965)

 

Animou a vida espiritual de seus irmãos através de importantes circulares e retiros. Neste período o número de Irmãos foi o maior na história da Congregação.

Rev. Irmão Anastase

(1946 - 1953)

 

Iniciou sua administração com a Canonização de São Luís Maria Grignion de Montfort em 1947 e trabalhou para o retorno à disciplina religiosa. Foram criadas cinco novas províncias no período de seu generalato. Era o Superior no período de chegada dos Irmãos de São Gabriel no Brasil.

Rev. Benoît-Marie

(1935 - 1946)

 

Sofreu uma sucessão de provações: fim da missão na Etiópia, morte violenta de 49 Irmãos durante a guerra civil na Espanha e a complexa situação criada pela Segunda Guerra Mundial. Renunciou em 7 de janeiro de 1946.

Rev. Irmão John Kallarackal

(2012 – atual)

 

Primeiro superior asiático, inicia seu generalato incentivando o espírito de liderança autêntica dos Irmãos na busca de uma maior fraternidade, baseados na liderança de Jesus Cristo.

Rev. Irmão Rene Delorme

(2000 – 2011)

 

Partindo das decisões do 29º Capítulo Geral incentiva a renovação da Congregação baseado na linha de missão para os pobres e desvalidos. Incentiva a participação dos leigos na missão e na espiritualidade dos Irmãos de São Gabriel.

SUPERIORES GERAIS